Meu Perfil
BRASIL, Mulher, Danish, Catalan, Livros, Música



Histórico


Categorias
Todas as mensagens
 Cá com meus botões
 Alguém foi mais esperto
 Divagações precisam ser curtas
 Vou te contar...


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Blog do Zé Marcos
 Blog do Consa
 Blog do Marco
 Blog do Ventura
 Blog da Talita
 Blog do Mino Carta
 Blog do Zé Dirceu
 Folha Caipira
 Blog da Thaís
 Paulo Brasil
 Blog do Sérgio


 
Aroeira Manenguera


 

é...acho que sim....não tenho tempo nem paciência para aquela história do "...mas eu não vou tirar a calcinha viu..."...



Categoria: Vou te contar...
Escrito por Graziela às 13h00
[] [envie esta mensagem] []



 

 

o pica-pau assoviava carmen, de bizet, em ritmo de valsa

 

 



Categoria: Divagações precisam ser curtas
Escrito por Graziela às 21h12
[] [envie esta mensagem] []



Apelo

Amanhã faz um mês que a Senhora está longe de casa. Primeiros dias, para dizer a verdade, não senti falta, bom chegar tarde, esquecido na conversa de esquina. Não foi ausência por uma semana: o batom ainda no lenço, o prato na mesa por engano, a imagem de relance no espelho.

Com os dias, Senhora, o leite primeira vez coalhou. A notícia de sua perda veio aos poucos: a pilha de jornais ali no chão, ninguém os guardou debaixo da escada. Toda a casa era um corredor deserto, até o canário ficou mudo. Não dar parte de fraco, ah, Senhora, fui beber com os amigos. Uma hora da noite eles se iam. Ficava só, sem o perdão de sua presença, última luz na varanda, a todas as aflições do dia.

Sentia falta da pequena briga pelo sal no tomate
meu jeito de querer bem. Acaso é saudade, Senhora? Às suas violetas, na janela, não lhes poupei água e elas murcham. Não tenho botão na camisa. Calço a meia furada. Que fim levou o saca-rolha? Nenhum de nós sabe, sem a Senhora, conversar com os outros: bocas raivosas mastigando. Venha para casa, Senhora, por favor.

 

Dalton Trevisan



Categoria: Alguém foi mais esperto
Escrito por Graziela às 17h44
[] [envie esta mensagem] []



Vocês não estão entendendo nada

Gilberto Gil é o único cara que faz arte contemporânea enquanto fala. Marcel Duchamp teria o como gênio e Caetano como corajoso.



Categoria: Divagações precisam ser curtas
Escrito por Graziela às 09h26
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]