Meu Perfil
BRASIL, Mulher, Danish, Catalan, Livros, Música



Histórico


Categorias
Todas as mensagens
 Cá com meus botões
 Alguém foi mais esperto
 Divagações precisam ser curtas
 Vou te contar...


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Blog do Zé Marcos
 Blog do Consa
 Blog do Marco
 Blog do Ventura
 Blog da Talita
 Blog do Mino Carta
 Blog do Zé Dirceu
 Folha Caipira
 Blog da Thaís
 Paulo Brasil
 Blog do Sérgio


 
Aroeira Manenguera


MOMENTOS CERASACARD:

 

Charuto babado: R$ 10

Pinga com uma azeitona espetada no palito: R$ 6

Conta da cachaçaria: R$ 203+um copo quebrado

Falar pro dono do estabelecimento que não temos dinheiro pra pagar NÃO TEM PREÇO.... também não tem mais crédito, não tem mais serventia, não tem mais mesa, a cerveja já virá quente...

 

Nunca me diverti tanto ficaria manjado para expressar tudo de bom que aconteceu nesse dia e, para quem acha que eu viajo um pouco vou detalhar para cada um tomar as próprias conclusões.

 

Fomos na cachaçaria em Birigui, na enésima despedida de solteiro do Du Pinga (um amigo que nessa altura do campeonato tem filhos que já fizeram até aniversário).

 

Ao chegar ao local, eu tinha como companhia o pai e o tio do Du. Logo chegaram ele, o André e o Jackson (vou falar o nome de todos que estavam porque vai ser importante atribuir pérolas a cada um), depois a Ju, depois o Lecão e o Du ++, depois o Zorba, depois o sogro do Du, depois a Luísa, o Vitor, a Mel , a Talita, Amandita e Khan. 

 

Adultos nos dão uma segurança, por isso nem nos sentimos intimidados para gastar sem limites. Bohemia, Original, uma variedade de cachacinhas pairavam sobre a nossa mesa, acho que intimamente todos pensavam: “Alguém vai pagar tudo isso”.



Escrito por Graziela às 20h10
[] [envie esta mensagem] []



O tempo vai passando, os três senhores se retiram, fecham metade da conta e nós continuamos, o André pediu até ingredientes para fazer uma bebida que não serviam no local, depois vimos quanto valeria o experimento.

 

Estávamos sendo super bem tratados, o lugar não permitia que fumassem cigarro aromatizado, nem charuto e no entanto ninguém nos repreendeu quando assistimos ao Lecão soltar fumaça charmosamente com o charuto no canto de boca a la Fidel...

 

De repente as pessoas das outras mesas começaram a ir embora e o garçom trouxe a conta: R$ 203,00 + o copo que o Du ++ quebrou durante as negociações dividido por 12 = 16 e alguns centavos que o André ficou revirando a carteira para contribuir com a conta.

 

R$ 16 para cada pessoa não seria um absurdo pra quem tava se divertindo tanto, isso se considerarmos que teve gente que tomou apenas um água e teve que pagar R$ 8,00 por ela. Fora isso, éramos estudantes quebrados de jornalismo. Uns consomem mais, outros menos e não tem como todos pagarem igual. O Lecão: “ Já dei R$ 35 não vou dar mais não”.

 

O mágico é que enquanto só tinha nós no lugar, o pessoal que trabalha lá ficou morrendo de rir observando nossa concordata.

 

Nesse ínterim, o Jackson ficava refilmando Ratimbum, dando cambalhotas no chão da cachaçaria, alguém queimou minha bolsa mais querida, mais linda, mais alternativa que eu nunca vou encontrar outra igual, sério quase chorei quando a vi em chamas, só que o incendiário não apareceu, alguém deve ter encostado o cigarro sem querer e não medido as conseqüências.



Escrito por Graziela às 20h06
[] [envie esta mensagem] []



FIAT LUX, a idéia do fogo me deu uma luz. O Vitor com um isqueiro marcando bobeira, como não pensamos nisso antes: “Vitor queima a conta” e ele mas que depressa BUM, só que alguém com o cérebro ainda ativo se deu ao trabalho de ficar assoprando...

 

E então a conta estava ali, esperando ser liquidada, quando todos já havíamos dado a contribuição. De vez em quando aparecia R$ 5, R$ 1, algumas moedas, e ainda faltava R$ 35,00...

 

Eu tava super de boa, o cara não ia nos prender, não ia nos matar, afinal estavam se divertindo com a situação, mas precisávamos sair dali. Eu perguntando: O dono tá aqui? Porque se ele tiver a gente negocia com ele, penhora alguma coisa, tira a mesa... E não sei quem respondia que ele não tava.

 

Senti firmeza:

Os garçons estavam todos ali uniformizados eu cheguei e comecei a exercitar a minha veia guevarista-marxista-bolchevique:

 

“ Vamos fazer a revolução do operariado. O dono daqui é cheio da grana, vamos nos unir contra esses burgueses, elimina da conta o que comemos, o cara não vai ter controle de um frango. Agora ele deve estar em casa dormindo de boa e vocês aqui trabalhando, vamos mandar esse cara se fuder!!!!”

 

Nisso levanta um cara do meio deles com uma roupa de cor diferente e fala: “ EU SOU O DONO”

 

Ai eu comecei com o meu blues piedade- demagógico-feminino. Fiquei abraçando o cara e pedindo desculpas e ainda tendo que ouvir o Jackson falar que eu tava dando em cima do cara porque descobri que ele era playboy....

 

E a conta lá...



Escrito por Graziela às 20h04
[] [envie esta mensagem] []



As negociações:

 

Jackson: “ Rapazes, temos três meninas ali de tipos diferentes podem ficar a vontade para escolher...”/ “ Amanhã a gente faz um link daqui para o Tele Verdade”

Vitor: “Dummy, vai ter que fazer dummy” (vão procurar a tradução)

André: “ Tem essas cigarrilhas...”

Du: “ Eu não preciso do meu celular”

Grá: “ Quando o Júnior Viana vier aqui tocar pode descontar os R$ 35 depois a gente paga pra ele”

Zorba: “ Pode bater, escolhe o lado”

 

Até que o Du marcou o resto que faltou na conta do tio dele e fomos liberados, mas ainda tinha o tiozinho que toma conta dos carros pra receber...

 

MÁFIA DO ESCAMBO

 

Pra me refazer com o cara da Cachaçaria eu prometi um anúncio no Comunicativo pra ele, afinal é o preço que faltava da conta, ele não aceitou a troca, mas eu disse que faria em gratidão. Agora já estou prevenida, descolei um cartão da loja de auto peças do Zazá com a assinatura dele, faltou dinheiro para pagar a conta, eu aplico o Vale 1 peça...

 

* a parte da foto foi para você conseguirem nota...usaiusiausiausiausiaa



Escrito por Graziela às 20h01
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]